quarta-feira, 12 de julho de 2017

AROMATERAPIA

AROMATERAPIA

A terapia dos aromas (cheiro agradável) está diretamente associada ao sentido do olfato.

Muita gente não sabe, mas o sentido do olfato pode se tornar um grande aliado na busca da harmonização pessoal. Responsável pela identificação de substâncias presente no ambiente, que traduzem situações de prazer ou risco, este sentido, muitas vezes relegado ao segundo plano da percepção humana, na verdade é um sentido de alerta e colabora muito para nossa segurança.

Situações e coisas que não cheiram bem literalmente nos deixam de orelhas em pé. Assim como as que apresentam uma percepção agradável, recebem o nome de aromas e sempre nos remetem a lembranças felizes, portanto vivenciar olfativamente uma experiência agradável nos remete a sensação de bem estar e outras tantas emoções positivas.

A Aromaterapia utiliza os aromas naturais, conhecidos como óleos essenciais, extraídos de plantas aromáticas, como forma de resgatar essas emoções positivas, assim como para auxiliar o organismo em seu equilíbrio fisiológico, pois estas substâncias possuem diversos tipos de propriedades que podem acalmar tonificar e estimular nosso metabolismo. Um conhecimento prévio sobre a ação dos óleos essenciais é importante, pois o fato de possuírem uma origem natural não os priva de cuidados com relação a sua forma de utilização.




é uma forma segura da prática da Aromaterapia, pois a cerâmica, material de que são feitos, absorve o óleo essencial utilizado (1 gota por dia) e o libera de forma lenta e gradativa, o que garante uma absorção de dosagem segura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário