quinta-feira, 20 de julho de 2017

SINERGIA AROMÁTICA, PORQUE SABER COMBINAR É PRECISO


Um poderoso buquê natural



A definição de "Sinergia"  é uma combinação de vários elementos, de forma que o resultado dessa combinação seja maior do que a soma dos resultados que esses elementos teriam separadamente. O todo se torna assim maior do que a soma das suas partes. 


Por analogia uma “Sinergia Aromática” é uma combinação de óleos essenciais, que juntos formam um poderoso buquê, mais eficaz do que cada componente usado isoladamente. 



Basta um pequeno toque para a comunicação de seus aromas, que se integram, harmonizam e falam a linguagem do corpo, da mente e do coração.



Resta saber quais são os melhores critérios para a escolha dos óleos essenciais que farão parte da sinergia. A seguir algumas dicas que podem ajudar nesta criação:

·    Para quem está iniciando na arte dos aromas naturais a dica é não misturar muitos óleos essenciais, não mais que quatro deles.
·         Escolher óleos essenciais que atuem no mesmo propósito desejado,
·         Fazer uma combinação que seja agradável olfativamente.

Os motivos para a criação de uma sinergia aromática podem ser muito diferentes e o ponto de vista da escolha dos óleos também, pois uma sinergia pode ser criada pensando no bem estar físico, como uma dificuldade para dormir, cansaço, TPM, celulite ou para prevenir queda de cabelo. 

Nessa época de frio uma sinergia interessante para sugerir é a SINERGIA RESPIRE



Formada pela combinação dos óleos essências de:

  => HORTELÃ: Descongestiona a respiração e as vias aéreas superiores, alivia o cansaço, a fadiga muscular e sintomas de gripes e resfriados.

=> LAVANDA: Alivia dor de cabeça, acalma congestão nasal e sintomas de gripes e resfriados.

=> LIMÃO: Fortalece o sistema imunológico, é antisséptico e desintoxicante, ameniza febre e a tosse.

Uma receita simples que pode ser preparada para ser usada em um colar aromático.





Em um frasco vidro âmbar de 4 ml tipo conta-gotas pingar:

·         6 gotas de óleo essencial de hortelã
·         17 gotas de óleo essencial de lavanda
·         17 gotas de óleo essencial de limão siciliano

Pingar uma gota da SINERGIA RESPIRE no orifício do colar 3 vezes ao dia, até melhorar os sintomas. 



Outra forma para criar uma sinergia é ter como foco amenizar sintomas emocionais como o estresse, a ansiedade, chegando a questões mais sutis como harmonização do fluxo energético.


Um exemplo deste tipo de sinergia é a MATRIX AROMÁTICA, uma sinergia formada de aromas naturais para ajuste energético, baseada na decodificação do modelo original, ela visa harmonizar os pontos de fragilidade (desafios) de uma pessoa, fortalecendo-a para trilhar o seu caminho com mais disposição. Para quem desejar obter mais informações sobre a MATRIX

terça-feira, 18 de julho de 2017

CABELOS BONITOS TEM AROMA DE ALECRIM


Tratamentos naturais que vão muito além dos cuidados com a haste capilar (fios)


Para quem deseja ter fios de cabelo bonitos e saudáveis é imprescindível manter a saúde do couro cabeludo. Desta forma se previne também a queda de cabelo, doenças especificas na região e alterações indesejadas na estrutura dos fios afetados por químicas intensas, fatores metabólicos e pela correria do dia-a-dia.



O couro cabeludo é uma parte da pele cuja função é cobrir a porção superior da calota craniana. Seus folículos pilosos são maiores do que os do restante do corpo, por isso os pelos (cabelos) nessa área crescem mais. Assim como em outras partes do corpo, esta parte da pele também sofre agressões e necessita de cuidados.

Couro cabeludo saudável è produz fios de cabelo íntegros e fortes


Assim como a pele, os fios também passam por um processo de envelhecimento ao longo da vida, ficando cada vez mais finos, fracos e opacos. 


Para saber a idade real de seu couro cabeludo faça esse teste. Comece anotando a sua idade. Ao ler as descrições abaixo, some ou subtraia os anos de sua idade conforme as instruções. Você pode se surpreender com a resposta!


Para manter jovem o seu couro cabeludo e evitar a formação dos Radicais Livres (RL) na região a dica natural é utilizar o Óleo Essencial de Alecrim, rico em propriedades antioxidantes. 

Veja o passo a passo: 

1.   1.        Lave o cabelo com um xampu suave infantil (com pH fisiológico para região). Enxague bem.
2.       Passe óleo de abacate nos fios do cabelo das pontas até uns 4 cm antes da raiz.
3.       Hidrate 1 colher de sopa de Argila Branca com água mineral até obter a consistência de uma               máscara fluida. Acrescente 4 gotas de Óleo Essencial de Alecrim (se for hipertenso use Óleo            Essencial de Sálvia esclareia).
4.       Aplique esta máscara de argila no couro cabeludo e realize uma massagem na região,                           realizando movimentos circulares de forma delicada com a ponta dos dedos.
5.       Coloque uma touca de banho e deixe a máscara agir por 5 minutos.
6.       Enxague bem o cabelo para remover a argila.
7.       Lave o cabelo com xampu suave infantil e enxague bem.
8.       Se tiver cabelos longos e/ou secos aplique o condicionador apenas nas pontas do cabelo.
9.       Repita esse protocolo uma vez por semana por um período de três meses. 

sexta-feira, 14 de julho de 2017

AROMAS & MEDITAÇÃO

HÁ VÁRIOS CAMINHOS PARA A MEDITAÇÃO


A Meditação é uma prática simples, que vem ganhando espaço no dia-a-dia das pessoas, que vivem sob um ritmo acelerado, como o encontrado nos grandes centros urbanos.
Uma prática livre, não exclusiva de religião ou cultura específica, uma maneira saudável de controlar o ritmo respiratório e frequência cardíaca, normalizar a pressão arterial e com isto reduzir o estresse.
Ela melhora o sistema imunológico, evita radicais livres, causadores do envelhecimento, traz clareza de pensamento, ajuda a expandir a consciência, além de também poder ser uma prática espiritual, buscada por muitos.



Existem diversas formas diferentes de meditação, os nativos americanos, por exemplo, classificavam seus praticantes segundo a forma como eram realizadas as práticas de meditação:



• Os que meditam em pé mostram-se ou optam por estar presente. Este é o caminho do Guerreiro.


• Os que o fazem deitados, prestam atenção ao que vem do coração e seu significado. Este é o caminho do Curador.


• Os que a praticam caminhando dizem a verdade, sem culpar nem julgar. Este é o caminho do Visionário.


• Os que a praticam sentados estão abertos aos resultados, mas não presos aos resultados. Este é o caminho do Mestre.


Seja qual for a sua forma preferida de meditar, os aromas naturais (óleos essenciais) podem lhe fazer companhia nesta jornada.

Eles podem ser utilizados em spray, em um difusor de ambiente, no colar aromático ou aplicado diluído em um óleo vegetal sobre a pele. Deixe a sua intuição lhe ajudar na escolha do aroma e depois escolha o modo de usá-los, que melhor se adapte a sua forma de meditação.
Para quem precisa de uma ajuda para escolher o aroma para a próxima meditação, seguem as dicas:

• Para os Guerreiros de plantão uma boa opção seria meditar na companhia do aroma de hortelã, que ajuda a colocar atenção no momento presente.

• Para os Curadores, o aroma de gerânio é um verdadeiro GPS do coração.

• Para os Visionários, o aroma do alecrim é uma excelente companhia para quem anda em busca da equidade. Se o Visionário for hipertenso substituir pelo aroma de limão siciliano.

• Para os candidatos a Mestres de si mesmo a sugestão é o aroma de patchouli, que ajuda com a flexibilidade e quebra de paradigmas.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

INVERNO

NA MODA OS AROMAS QUE AQUECEM

Com a chegada do frio pode chegar também algumas complicações das vias respiratórias, como sinusites, gripes e resfriados e pode chegar também nesta época do ano, o frio que aflige não apenas o corpo, mas a alma, uma sensação de melancolia e tristeza para algumas pessoas que não curtem muito esta época do ano.


A aromaterapia (terapia com aromas naturais) pode ajudar a enfrentar estes desconfortos, pois alguns aromas naturais (óleos essenciais) têm a capacidade de melhorar a saúde e o estado de espírito dos que sofrem com o inverno.


Os aromas estimulam o olfato e preparam o corpo para fabricar determinadas substâncias. 
O aroma de comida provoca salivação e atividade do estômago, assim como o aroma de alecrim desperta os sentidos, trazendo vigor para enfrentar um novo dia, como os primeiros raios do sol que despertam a vida mesmo nas manhãs frias de inverno.


A seguir alguns óleos essenciais para enfrentar o frio:

Alecrim (Rosmarinus officinalis) – antisséptico, tônico circulatório, estimulante, promove vigor e aquece. Deve ser utilizado durante o dia. O uso durante a noite pode provocar insônia. Não deve ser usado por pessoas hipertensas, gestantes e epiléticos.
Hortelã (Menta piperita) – ajuda a desobstruir as vias aéreas superiores, principalmente nos casos de rinite. Além de aliviar e melhorar a respiração revigora a energia.
Laranja doce (Citrus aurantium dulcis) – aconchega, conforta e melhora a ansiedade.
Limão siciliano (Citrus Limon) – purificante, melhora o sistema imunológico, é anti-infeccioso, antibacteriano, antisséptico e antiviral. É indicado para a manutenção da qualidade do ar nos períodos epidêmicos de gripes e viroses. Melhora o humor e as relações em ambiente de trabalho. Não aplicar na pele e evitar a exposição ao sol.
Pachouly (Pogostemon cablin) – afrodisíaco, pacificador, elimina rachaduras na pele seca e envelhecida, nos pés, joelhos e cotovelos. É utilizado como hidratante da pele ressecada no caso dos efeitos provocados pelo frio.
Ylang-ylang (Cananga odorata) - antidepressivo, acalma o coração aflito, melhora a autoestima, é afrodisíaco, euforizante, é um óleo que desperta a paixão e a sensualidade, estimula os sentidos e melhora a sensibilidade.
Eles podem ser usados em spray de ambiente, em difusores de ambiente ou em um colar aromático.

A ARTE DA SEDUÇÂO

AROMAS QUE SEDUZEM
Tanto para seus usuários como para os que estejam próximos, os aromas naturais tem o poder de despertar sensações.


Depois de inalado, o aroma é percebido pelo olfato e analisado pelo Sistema Límbico no cérebro, onde é identificado no banco de memória, que contém registros de lembrança olfativa e emocional.


Esse poder dos aromas de despertar sensações já é bem conhecido e seduzir é uma das intenções encontradas no seu uso. 


Os aromas naturais podem ser combinados para se criar uma sinergia aromática, com a intenção que vai da sedução à magia. Basta saber escolher os óleos essenciais certos para esse propósito.

Para transmitir feminilidade & alto astral
Procure por aromas florais como o gerânio e cítricos como a bergamota.

Para passar elegância discreta & sedução
Procure por aromas com notas amadeiradas e envolventes como sândalo.

Para exalar pura sensualidade
Procure pelo aroma intenso de ylang-ylang, além de sensual melhora a autoestima e a sálvia esclareia que além de afrodisíaco aumenta a durabilidade da sinergia; e acordes orientais como o intenso patchouli, que melhora a inflexibilidade e permite abertura para novos paradigmas.

As sinergias para seduzirem podem ser aplicadas em spray, óleos de banho ou massagem e em colar aromático.

PERFUME

PERFUME, diga-me com qual anda e te direi quem é.

A escolha de um perfume pode envolver muitos fatores, que podem ir muito além da nossa imaginação, já que o olfato é o sentido humano mais envolvido com o mundo das emoções, pois ele é processado no cérebro na mesma região que controla a memória, o instinto, a satisfação e a sexualidade.
A partir de registos encontrados e análises de frascos antigos, pode-se afirmar que estes frascos eram destinados a guardar substâncias aromáticas e datavam o período de 5000 a.C..
Há também registros que povos antigos usavam a fumaça (o fumo) da combustão de madeiras, ervas e especiarias em rituais de agradecimento aos deuses e também como forma de espantar espíritos malignos, através dos aromas destas plantas, acreditava-se que o fumo ascendia aos céus e chamava a atenção aos deuses. Usava-se o sândalo, a mirra, o olíbano (incenso) e a canela, até ao cálamo e o cedro do Líbano.


Estes hábitos antigos explicam a origem da palavra perfume, que deriva do latim “Per Fumum” que significa “através da fumaça”. 

O primeiro povo a ter uma utilização regular dos perfumes foi o povo Egípcio. No Egito os perfumes eram fabricados pelos sacerdotes dos templos, de forma artesanal, que os utilizavam nos seus rituais diários. Até as múmias egípcias eram ungidas com várias misturas de ervas aromáticas, durante o seu embalsamamento.


Na Grécia foi criada uma técnica própria de perfumaria, pois os gregos ao mergulharem flores e ervas em óleo e em vinho, descobriram, talvez sem querer, a técnica da maceração para extrair os aromas.


A civilização Romana era grande apreciadora de aromas perfumados, usando diversas essências nas massagens e banhos.


A tradição cristã também tem registros relacionados ao “poder” do perfume, pois uma das oferendas que os Reis Magos trouxeram para oferecer a Jesus no momento de sua chegada ao mundo foi mirra e olíbano (incenso).


Quanto à Europa, foi durante a época renascentista que as fragrâncias, os bálsamos e as loções passaram a serem utilizados.



No final do século XVIII o perfume começou a ser associado à arte da sedução e foi no século seguinte que o perfume passou a ser associado com a moda, numa relação tão íntima que se mantém até aos dias de hoje.


A busca por hábitos naturais tem aberto portas recentemente para o consumo de óleos essências (aromas naturais). Extraídos de plantas aromáticas, além de perfumarem pessoas, PETs e ambientes, possuem propriedades que podem acalmar, animar e harmonizar. 





Seu uso em Colares Aromáticos, tipo de difusores pessoais de aromas, é uma forma simples para a prática da Aromaterapia, a terapia dos aromas naturais.


AROMATERAPIA

AROMATERAPIA

A terapia dos aromas (cheiro agradável) está diretamente associada ao sentido do olfato.

Muita gente não sabe, mas o sentido do olfato pode se tornar um grande aliado na busca da harmonização pessoal. Responsável pela identificação de substâncias presente no ambiente, que traduzem situações de prazer ou risco, este sentido, muitas vezes relegado ao segundo plano da percepção humana, na verdade é um sentido de alerta e colabora muito para nossa segurança.

Situações e coisas que não cheiram bem literalmente nos deixam de orelhas em pé. Assim como as que apresentam uma percepção agradável, recebem o nome de aromas e sempre nos remetem a lembranças felizes, portanto vivenciar olfativamente uma experiência agradável nos remete a sensação de bem estar e outras tantas emoções positivas.

A Aromaterapia utiliza os aromas naturais, conhecidos como óleos essenciais, extraídos de plantas aromáticas, como forma de resgatar essas emoções positivas, assim como para auxiliar o organismo em seu equilíbrio fisiológico, pois estas substâncias possuem diversos tipos de propriedades que podem acalmar tonificar e estimular nosso metabolismo. Um conhecimento prévio sobre a ação dos óleos essenciais é importante, pois o fato de possuírem uma origem natural não os priva de cuidados com relação a sua forma de utilização.




é uma forma segura da prática da Aromaterapia, pois a cerâmica, material de que são feitos, absorve o óleo essencial utilizado (1 gota por dia) e o libera de forma lenta e gradativa, o que garante uma absorção de dosagem segura.